Como decidir se você deve fazer uma conversão ao Judaísmo

07/10/2018

Tornar-se judaico requer uma análise cuidadosa e um extenso auto-exame.

 

 

A conversão ao judaísmo significa aceitar a fé judaica e se tornar parte do povo judeu. O judaísmo recebe conversos sinceros. Na verdade, Abraham e Sarah, os fundadores do povo judeu, não nasceram judeus. Ao longo dos tempos, um número incalculável de pessoas se converteu ao judaísmo.

 

Ainda no estágio de pensamento
 

Se você está considerando tornar-se judeu também, aqui estão algumas sugestões para você enquanto você explora o judaísmo um passo de cada vez.

 

 

Considere por que você está pensando em conversão.

 

As pessoas escolhem se tornar judeus por muitas razões diferentes.Alguns vieram ao judaísmo após uma longa busca espiritual. Muitas pessoas que eventualmente se converteram tiveram interesse por causa de um relacionamento romântico com alguém judeu. Entre as razões mais dadas por pessoas que convertem são as seguintes:

 

1. O judaísmo tem crenças religiosas sensíveis.

 

2. Tornar-se judeu permite que o convertido compartilhe a fé do parceiro.

 

3. Tornar-se judeu torna a família unida religiosamente.

 

4. Tornar-se judeu tornará mais fácil para os filhos, dando-lhes uma clara identidade religiosa.

 

Pense nas suas próprias razões. Lembre-se, a conversão deve ser de sua própria e livre escolha, não feita por pressão, mas por um desejo genuíno de abraçar o judaísmo.

 

 

Aprenda tudo o que puder sobre o judaísmo.

 

Algumas sugestões de leitura você pode encontrar em nossa loja (clique aqui). Participe de palestras, faça cursos introdutórios sobre o judaísmo oferecidos por muitas faculdades e congregações judaicas e fale com alguns amigos judeus (Para acessar nosso curso gratuito de Introdução ao Judaísmo, clique aqui). Veja se as crenças e práticas básicas do judaísmo fazem sentido para você. Lembre-se de que o judaísmo tem um importante componente étnico. Você está se juntando a um povo, não apenas a uma religião, e precisa aprender sobre diferentes aspectos da cultura judaica e sobre Israel [e o Holocausto].

 

Lembre-se, porém, de que o judaísmo é fé de boas ações [e outras observâncias rituais], não de credos forçados. Há mais preocupação no judaísmo de que você aja de forma moral do qual você tenha crenças específicas [pelo menos entre judeus liberais]. Todos os judeus compartilham uma paixão para tornar o mundo um lugar melhor. É difícil fornecer um breve resumo do judaísmo básico. Para começar, porém, aqui estão algumas crenças judaicas gerais que são amplamente realizadas entre os judeus:

 

1. O judaísmo introduziu o mundo à ideia de que Deus é um, não é grande, e é amável, amoroso e pessoal. No judaísmo, você ora diretamente a Deus e pode receber ajuda, orientação e compreensão. Você pode orar por conta própria e com uma comunidade de oração em uma congregação judaica. O judaísmo aceita a ideia de uma aliança, ou acordo, entre Deus e o povo judeu.

 

2. O judaísmo não aceita a ideia de que as pessoas nascem más. Em vez disso, as pessoas têm livre vontade de escolher entre o certo e o errado.

 

3. O judaísmo incentiva a liberdade religiosa de pensamento. O judaísmo recebe as questões espirituais.

 

4. O judaísmo, por mais de 4.000 anos, enfatizou um forte senso de família e o valor de uma comunidade próxima.

 

Experimente o Judaísmo enquanto o vive.

 

Visite uma congregação judaica para provar um serviço ou participar de uma cerimônia judaica, como um seder da Páscoa ou uma refeição sabática. Embora as práticas rituais variem muito entre os judeus pelo mundo, todos os judeus têm alguns rituais que, por exemplo, celebram as festas judaicas e a família judaica. Se diferentes tipos de instituições judaicas estão perto de você, como uma livraria judaica, um museu, um centro comunitário, e assim por diante, tente visitá-los.

 

Fale sobre seus pensamentos e sentimentos com seu parceiro, seus amigos e sua família.

 

É importante, por exemplo, discutir seus sentimentos abertamente. É comum experimentar alguns momentos de dúvida ou medo do desconhecido. Também é vital que você fique em contato com sua família biológica. A conversão para o judaísmo não significa que você esteja abandonando sua família, seus amigos ou suas boas lembranças da vida familiar passada. Ao discutir a conversão com sua família, explique seus motivos diretamente e diga-lhes o seu amor contínuo. A maioria das famílias é solidária, muitas vezes com a surpresa da pessoa que se converte. Algumas famílias, no entanto, precisam ser reafirmadas e ter suas perguntas respondidas pacientemente. Há também, infelizmente, algumas famílias, que vêem a conversão como um abandono.

 

Fale com um rabino.

 

Em algum momento em aprender sobre o judaísmo, de preferência o mais cedo possível, mas especialmente quando você se torna mais sério sobre se tornar judeu, você deve conversar com um rabino. Ao estudar e aprender sobre o judaísmo, você lerá sobre diferentes movimentos religiosos dentro do judaísmo. Há rabinos para cada um desses movimentos, por isso é importante estudar e compreender as diferenças entre os vários ramos. Por exemplo, o movimento ortodoxo geralmente não reconhece conversões realizadas por rabinos não ortodoxos. Além disso, diferentes movimentos podem ter diferentes requisitos de conversão.

 

 

Please reload

 

BRIT BRACHA BRASIL - CNPJ: 19.121.806/0001-66  

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social

**** O site da BBB - BRIT BRACHA BRASIL® é autenticado conforme os parâmetros de segurança online internacional de mais alto rigor. Utilizamos de todos os meios para manter a loja de forma estável e segura. Para sua segurança, nunca divulgue sua senha a estranhos. Leia todas as informações concernentes antes de concretizar tua compra. É recomendável usar o navegador Mozilla Firefox ou Google Chrome atualizados, com Flash Player e Java atualizado para navegação livre de erros. Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste website sem autorização por escrito. Todos os direitos reservados à BBB.