CONIB, ACIB e OAB celebram o "Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto"

28/01/2016

Nesta quarta-feira (27), em Brasília, DF, a OAB Nacional sediou o Dia Internacional em Memória das Vítimas do Holocausto, promovido pela CONIB e ACIB. O evento integra desde 2005 o calendário mundial em data proposta pela Assembleia Geral das Nações Unidas, em 10 de dezembro de 2005, através da Resolução 60/7, objetivando a lembrança do dia 27 de janeiro de 1945. Neste dia o exercito Soviético libertou as pessoas que se encontravam no maior campo de concentração do Regime Nazista em Auschwitz na Polônia.
A Congregação Israelita de Londrina (CIL) esteve prestigiando o evento através de seu presidente Charton Baggio Scheneider e Manoel Adelino de Medeiros, bem como de José Lúcio da Costa, da Brit Bracha Brasil.

Compuseram a mesa dos trabalhos presidentes da Confederação Israelita do Brasil, Fernando Kasinski Lottenberg, da Associação Cultural Israelita de Brasília, Hermano Wrobel; o ministro de Israel no Brasil, Lior Ben Dor, presidente nacional da OAB, Marcus Vinicius Furtado Coêlho, e o ministro da Casa Civil, Jaques Wagner.

Autoridades internacionais, como o embaixadores da Polônia, Canadá, Áustria e Rússia. Também estiveram no evento uma representante da Embaixada da Alemanha.
Hermano Wrobel destacou que o evento deve servir para a reflexão da página mais nefasta da história da humanidade, como classificou. “O mundo ainda não aprendeu. Precisamos repetir sempre que um holocausto não deve acontecer nunca mais. Não podemos permitir um caminho de volta, devemos clamar em bom som que a diversidade e as diferenças existem para ser respeitadas. Ódio e intolerância matam, ferem, dizimam. Paz para os povos, paz em Jerusalém”, disse, bastante emocionado.
Fernando Lottenberg – que é advogado – falou sobre os recentes atentados terroristas em Paris, na França. “Basta acompanhar o noticiário para ver como a intolerância cresce no mundo, turbinada por uma comunicação poderosíssima que espalha o ódio e instrui como praticá-lo”, lamentou.
Lottenberg lembrou que judeus, décadas depois do holocausto, têm medo de sair às ruas na Europa. “Poucas autoridades dão a devida importância aos ataques antissemitas diários e cotidianos. O mundo precisa refletir muito sobre o crime inominável que matou 6 milhões de judeus, ciganos, pessoas com deficiência mental, homossexuais, militante políticos”, alertou.


SEIS VELAS

 

Para cada milhão de judeus assassinados pelo nazismo uma vela foi acesa. Sobreviventes do holocausto foram responsáveis por acendê-las.

A primeira foi acesa por Lulu Landwehr e Anna Kurchbaum Futer e teve representantes de grupos perseguidos, discriminados e alvos de preconceitos; a segunda foi acesa por Miriam Necrycz e George Legmann e representou embaixadores de nações no Brasil, dentre elas Israel; a terceira foi acesa por Raymond Frajmund e Nahum Reiman, junto a autoridades políticas.
A quarta vela simbolizou as lideranças religiosas e foi acesa por Jerson Laks; a quinta vela foi acesa por Nanette Konig e marcou a presença de dirigentes de associações e conselhos israelistas no Brasil; e a sexta, acesa por Julio Gartner, simbolizou a relação entre Israel e Brasil, com a presença do ministro Jaques Wagner representando o governo brasileiro e de Fernando Lottenberg, representando Israel.
Além dos 6 milhões de judeus, foram lembrados especialmente Bem Abraham e Aleksander Laks, vítimas do holocausto e falecidos em 2015.

 

 

Please reload

 

BRIT BRACHA BRASIL - CNPJ: 19.121.806/0001-66  

  • Facebook Social Icon
  • YouTube Social  Icon
  • Instagram ícone social

**** O site da BBB - BRIT BRACHA BRASIL® é autenticado conforme os parâmetros de segurança online internacional de mais alto rigor. Utilizamos de todos os meios para manter a loja de forma estável e segura. Para sua segurança, nunca divulgue sua senha a estranhos. Leia todas as informações concernentes antes de concretizar tua compra. É recomendável usar o navegador Mozilla Firefox ou Google Chrome atualizados, com Flash Player e Java atualizado para navegação livre de erros. Proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo deste website sem autorização por escrito. Todos os direitos reservados à BBB.